Paixão pela Irlanda: a história da consultora de intercâmbio Anna Castanheiro

Foto: Arquivo Pessoal

Todo mundo que faz um intercâmbio têm suas motivações para embarcar nessa aventura. E não seria diferente com os nossos agentes, não é? Por isso, conheça aqui um pouco da história da consultora de intercâmbio Anna Castanheiro. Quem sabe ela te inspira a realizar de vez o seu sonho!?

No nosso canal do Youtube, ela falou um pouquinho da sua história, e abaixo você conhece a jornada dela completa.

Paixão de longa data

A história da Anna com a Irlanda é antiga e começou em 2012, quando ela desembarcou em Dublin pela primeira vez. 

De Brasília (DF), ela sempre teve o sonho de morar fora do Brasil, viver outra cultura e conhecer novas pessoas. Aprender inglês ou outro idioma seria consequência, mas nunca foi o fator decisivo. Ela, inclusive, estava pronta para ir para Londres, mas Dublin acabou surgindo em seu caminho.

Durante seu primeiro intercâmbio. Foto: Arquivo Pessoal

“Quando finalmente fui pagar o curso, o agente me falou sobre Dublin, algo como ‘Longe de mim tirar seu sonho, mas tem uma cidadezinha chamada Dublin que é mais no estilo de Brasília, de repente você vai gostar mais de lá e pode ir para Londres quando quiser para visitar’.”

Get more info about exchange programs in Ireland

Um pouco em choque com a possível mudança de planos, Anna foi para casa com as informações sobre Dublin, conversou com sua mãe e decidiram que seria sua melhor opção.

 

Visitando o Guinness Lake. Foto: Arquivo Pessoal

“Vim para ficar seis meses e com três meses aqui eu sentia que tinha encontrado meu lugar no mundo”, afirma. Os seis meses se tornaram dois anos, até quando ela voltou para o Brasil no fim de 2013, mas já pensando em voltar. 

O retorno para a Irlanda

Como ela nunca quis ir embora da Ilha Esmeralda, sempre achou que voltar era uma questão de tempo e oportunidade. Então, após seis anos de sua partida, uma grande amiga ia casar em Dublin e sem pensar ela comprou passagem para o casamento e refletiu: “por que eu não aproveito e já fico logo?”

Foto: Arquivo Pessoal

Uma cirurgia marcada no Brasil foi cancelada e o dinheiro foi usado para pagar o novo curso em Dublin. “Minha família me deu todo o apoio e me ajudou com o dinheiro para a comprovação de renda. Como em 2012 eu tinha renovado apenas uma vez, eu tinha mais uma renovação”, explica.

O que mais gosta em Dublin

E o que será que conquistou tanto o coração da Anna que fez ela querer voltar? Ela afirma gostar da essência de Dublin, o clima de cidade pequena na capital e a mistura cultural. 

Foto: Arquivo Pessoal

“Ando na rua e escuto em um só dia pelo menos cinco idiomas diferentes. Gosto de como você ainda consegue ter retorno do seu trabalho e como os irlandeses são receptivos. Amo a arquitetura e como sempre me sinto em um filme medieval. Além disso, gosto da facilidade de viajar por outros países da Europa.”

Recomeço, agora como consultora de intercâmbio 

Já lá em 2012 Anna achava muito legal ver os consultores de intercâmbio em ação, e como eles eram a ponte entre o Brasil e Irlanda. “Sempre gostei de ajudar os novatos da minha escola a fazerem o visto, eu dava as boas vindas a turma, ajudava ir ao banco”, relembra.

E esse apreço pela profissão e proatividade não foram em vão. Dois meses após sua chegada, em maio de 2019, ela se tornou consultora de intercâmbio da SEDA College.

Inclusive, ela já até ajudou algumas pessoas da sua cidade a realizarem seus sonhos. “Meu orgulho é que já tive a oportunidade de ajudar pelo menos três pessoas de Brasília. Como não é tão comum vem brasilienses por aqui, eu fico mega feliz por ter eles.”

Anna afirma que quando a oportunidade surgiu ela abraçou com muito carinho e respeito.

“É muita responsabilidade lidar com o sonhos de alguém. É bobagem pensar que se trata apenas de uma venda de curso, já que o curso é só o meio pelo qual as pessoas chegam no sonho delas. Cada pessoa que chega até mim tem uma história diferente, possui um sonho e um desafio para encarar antes do embarque. Gosto de entender e ajudar cada um, porque eu sei como é incrível viver essa experiência.”

Dicas 

Confira as dicas e o que ela tem a dizer para quem quer fazer intercâmbio:

Venha com a mente preparada para imprevistos e desafios – mente aberta – porque se abraçarmos mais os problemas do que a soluções podemos afundar de vez. No intercâmbio a regra é ‘não parar de nadar’. 

Tenha um hobby, e se você não tem, descubra um. Você vai fazer um monte de amizade nova, uma vida nova e ritmo novo, mas quando o novo virar sua rotina, você vai perceber que se sentir sozinho e vazio mesmo com a agenda cheia é bem comum. 

Durante as aulas de culinária em Dublin. Foto: Arquivo Pessoal

O frio vem acompanhado do desânimo, então ter um hobby sempre nos ajuda a ter um momento de foco em nós mesmo, tirar a mente dos problemas e colocar todo o foco somente na atividade em si. 

Eu faço aulas de culinária, e esses dias fiz entradas Irlandesas. Além de eu conhecer um pouco da cultura local, eu aprendo algo novo e ganho vocabulário em inglês. 

Quem quiser entrar em contato com a Anna é só enviar um e-mail para annacastanheiro@seda.ie

O Grupo SEDA conta com a SEDA IntercâmbiosSEDA CollegeSEDA MBA, e  SEDA College Online, clique e conheça!

ARTIGOS RELACIONADOS